E-BOOK 100% GRÁTIS "5 PASSOS PARA SER UM BOM MECÂNICO AUTOMOTIVO"

E-BOOK 100% GRÁTIS "5 PASSOS PARA SER UM BOM MECÂNICO AUTOMOTIVO"

5 Passos para saber como deve se comportar um mecânico automotivo de sucesso e ser reconhecido no mercado. Siga as instruções a seguir após inserir seu e-mail.

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Bateria carga e partida – testes gerais

Bateria carga e partida – testes gerais

Opá tudo certo? Vamos falar hoje, a respeito de bateria carga e descarga, todos tipos de testes realizado.

Bateria com vasos fervendo (baterias não blindadas).

Se uma bateria estiver com algum vaso fervendo, isto indica que a bateria esta em curto. 

Bateria em curto – causas

Bateria carga e partida - testes gerais em curto

Uma bateria em curto, indica que um ou mais vasos da bateria esta em curto.

As causas que podem provocar uma bateria em curto são: 

1 – bateria sem dielétrico, ou liquido.

2 – regulador de tensão com defeito

3 – tensão de carga de bateria muito alta, causado por regulador com defeito

4 – elementos internos da bateria com defeito

Bateria não carrega

Bateria carga e partida - testes gerais não carega

Verifique:

1 – lâmpada de carga queimada

2 – alternador com defeito

3 – regulador com defeito

4 – bateria com defeito

5 – chave de ignição com defeito  

Se a lâmpada de carga de bateria acender e depois apagar durante a ignição, com o motor funcionando, isto indica que o alternador e o regulador estão funcionando. E o defeito é a bateria 

Obs: se o circuito de pré-excitação composto da lâmpada e da chave de ignição estiver com defeito, o alternador somente funcionará com motor em alta rotação.

Bateria não carrega em baixa rotação do motor 

Se a bateria não se carrega em baixa rotação do motor deve-se verificar a lâmpada de carga que deve estar queimada.  

Bateria não funciona em subidas

Se uma bateria não funciona quando um veículo esta estacionado em subidas ou ladeiras deve-se verificar o liquido da bateria que deve estar gasto. 

Também se algum vaso da bateria estiver em curto pode dar o mesmo sintoma. 

Bateria se descarrega facilmente.

Se os diodos do alternador estiverem em curto a bateria se descarregará pelo alternador, defeito este observado quando se testa os terminais b+ e d- do alternador.

Também o alternador se aquecerá demais e não funcionará.

Para testar se a bateria esta se descarregando pelo alternador faça o seguinte:

1 – desligue a chave de ignição

2 – coloque um amperímetro entre o terminal positivo da bateria e o terminal b+ do alternador

3 – se houver amperagem, isto indica que o alternador esta em curto.

A bateria também pode-se descarregar se algum elemento elétrico estiver ligado direto nos seus terminais, como lâmpadas, alarmes, rádios, etc.

Para saber se algum elemento elétrico ligado direto nos terminais da bateria esta roubando corrente com a chave de ignição desligada faça o seguinte teste.

1 – desligue o terminal negativo da bateria

2 – ligue um amperímetro entre o terminal negativo da bateria e o chassis do veiculo

3 – se houver amperagem, isto indica que algum elemento elétrico ligado direto nos terminais da bateria esta roubando corrente da mesma. 

Obs: um regulador de tensão nunca descarrega uma bateria, a não ser se houver um curto na chave de ignição, ou soquete da lâmpada, ou fiação.

Baterias em paralelo

Baterias em paralelo

Se duas baterias forem ligadas em paralelo sem se modificar a potencia do alternador, as baterias levarão mais tempo para se carregar.

Também em alguns casos podem danificar o alternador por excesso de trabalho de carga. 

As baterias adquirirão no máximo a carga máxima que o alternador pode fornecer, ou seja se um alternador for de 50a/h as baterias terão também 50a/h no máximo

Como se testa um alternador?

Como se testa um alternador

Procedimentos:

1 – liga-se um amperímetro em serie com o cabo b+ 

2 – liga-se um voltímetro nos pólos da bateria.

Resultados:

1 – a corrente deverá ser por volta de 5 a 6 amperes.

2 – a tensão da bateria deverá ser por volta de 13, a 14 volts, não devendo cair abaixo de 12 volts em marcha lenta.

3 – se não houver corrente, isto significa que o alternador não esta carregando a bateria. 

Se a lâmpada de carga estiver queimada a bateria somente se carrega quando o motor estiver em alta rotação   

Como testar um regulador de tensão

Como testar um regulador de tensão

Para se testar um regulador de tensão deve-se colocar um amperímetro em serie com o fio DF.

Resultados:

Deve haver uma variação de corrente conforme a rotação do motor, caso contrario o regulador esta com defeito.

Também se a bateria estiver nos seus pólos com uma tensão superior a 14 volts o regulador de tensão esta com defeito.  

Lâmpada de carga meio acesa

Se a lâmpada de carga fica acesa bem fraquinha, isto indica diodos do alternador em curto ou com fugas.

Também se algum diodo do alternador estiver aberto produz os mesmos sintomas com o motor em alta rotação.

Também se o cabo B+ que vai para a bateria, ou seja a parte mais fina chamado de fusilink estiver oxidado produzindo uma resistência alta.

Poderá fazer que a lâmpada de carga fique acesa bem fraquinha, e aumentando de intensidade quando se liga algum farol ou quando se aumenta a rotação do motor.

Se este for o caso deve-se trocar o cabo B+ por outro mais grosso. 

A lâmpada de carga deve se acender quando se liga a chave de ignição, e se apagar com o motor girando.

Se a lâmpada não se acender de maneira alguma isto indica lâmpada queimada. 

Se a lâmpada não apagar de maneira nenhuma, isto indica diodos do alternado em curtos.

Lâmpada de carga sempre acesa

Alternador ou regulador com defeito. Se a lâmpada ficar sempre acesa isto indica que a bateria não esta recebendo carga do alternador.

Também indica diodos em curtos no alternador. Medidas de tensão com o motor funcionando.

Terminal D+  sem tensão em relação ao terminal D-.

Alternador ou regulador com defeito

Para ver se o regulador esta com defeito, desconecte o regulador de tensão, e colocar uma lâmpada entre D+  e DF. 

Se agora houver tensão, então o regulador esta com defeito.

Mas se não houver tensão então o alternador esta com defeito, principalmente nos seus diodos de excitação.   

Medidas de tensão com o motor funcionando 

Terminais: D+  e DF. A tensão deverá ser  entre 12 e 14 volts.

Caso contrário, regulador com defeito, pois o mesmo entra em ação quando a tensão passa de 14 volts. 

Medidas de tensão com o motor funcionando. Terminais : D+  B+ A tensão deverá ser nula.

Se houver tensão o alternador ou regulador com defeito. 

Medidas de tensão com o motor parado 

Medidas de tensão com o motor parado chave de ignição ligada

Terminais: D+  B+ A tensão deverá ser zero volt. Se houver tensão é porque a lâmpada de carga de bateria esta queimada.

Medidas de tensão com o motor parado chave de ignição desligada. Terminais:  D+ e chassis.

Tem que haver 0 volt caso contrario um dos diodos da linha b+ do alternador esta em curto.

Medidas de tensão com o motor parado chave de ignição ligada ou desligada terminais: D-  B+. Deverá haver os 12 volts da bateria.

Queima do alternador – causas

Uma bateria em curto pode queimar o alternador fiações em curto pode queimar o alternador. 

Obs: um regulador em curto não queima um alternador  

Se duas baterias forem ligadas em paralelos, deve-se aumentar também a capacidade do alternador, caso contrario o mesmo poderá se queimar. 

Queima do regulador – causas

O que pode provocar a queima de um regulador é um curto.

De excitação do alternador, ou fiação em curto. 

Obs: uma bateria em curto não provoca a queima do regulador.

Tensões nos pontos do circuito

D- tensão de 12 volts negativos

D+ tensão de 13 a 14 volts positivos

B+ tensão de 13 a 14 volts positivo

DF – tensão varia conforme a rotação do motor 

Para se efetuar testes rápidos no sistema de carga de bateria, o ideal é utilizar o adaptador para multímetro.

Espetam-se as pontas tipo agulha do adaptador nos pontos: D-, D+, B+, BF e efetuam-se as medições com o multímetro conforme indicado neste banco de dados.

Teste de carga da bateria

Para saber se uma bateria esta bem carregada faça o seguinte teste: 

1 – de partida no motor de arranque por 5 segundos

2 – durante a partida do motor de arranque faça a medição de tensão na bateria.

3 – se a tensão durante a partida do motor de arranque cair abaixo de 9 volts a bateria esta descarregada.

Obs: se a bateria estiver descarregada ela não terá energia suficiente para fazer o motor de arranque funcionar normalmente.   

Teste de regulador eletrônico na bancada

Teste de regulador eletrônico na bancada teste de resistência D+  D-.

Resistência media Indica regulador provavelmente bom.

Teste de regulador eletrônico na bancada teste de resistência.

Terminais: DF   D- Numa posição – resistência baixa. Outra posição – resistência alta.

Teste do enrolamento de excitação do alternador.

Pode-se testar a continuidade elétrica do enrolamento de excitação do alternador com um multímetro ou lâmpada de serie.

Se não houver continuidade o enrolamento de excitação esta aberto. 

Obs: o teste de continuidade não indicará se o enrolamento de excitação esta em curto.

Teste do regulador eletrônico na bancada teste de resistência. Terminais: D+  DF. Baixa resistência entre D+ e DF.

Indica regulador em curto. Testes para ver se uma bateria segura a carga.

Uma lâmpada de farol de 55 watts por 12 volts consome uma corrente de 4,60 ampares por hora ou seja 4,60a/h  

Se uma lâmpada de 55 watts por 12 volts for ligada diretamente em uma bateria totalmente carregada de 46a/h, a lâmpada deverá ficar acesa por 10 horas seguidas. 

Se a lâmpada ficar acesa por um tempo menor, isto significa que a bateria não esta segurando carga, por motivos de defeitos na bateria, ou então a mesma não estava totalmente carregada.

Obs: uma lâmpada de 4,60a/h consome 46a/h em 10 horas, ou seja a carga total de uma bateria de 46a/h

No caso de uma bateria de 90a/h a lâmpada deverá fica acesa durante 20 horas conforme a formula.

Horas de lâmpada acesa = capacidade da bateria em amperes horas/pelo consumo da lâmpada em amperes horas

Exemplo:

90

——– = 20 horas

4,60

 

Ótimas dicas não é mesmo?

Muito obrigado.

E ate a Próxima!!!

E-BOOK GRATUITO "5 PASSOS PARA SER UM BOM MECÂNICO AUTOMOTIVO"

E-BOOK GRATUITO "5 PASSOS PARA SER UM BOM MECÂNICO AUTOMOTIVO"

Baixe seu E-book grátis agora mesmo, e faça parte de atuais e futuros profissionais no ramo automotivo que estão decididos a ser melhores a cada dia que passa.

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Gabriel Campos de Bastiani
Gabriel Campos de Bastiani

Formado em Técnico em Sistemas Automotivos (CREA:221020452-6) e espero trocar conhecimento com todos aqueles que gostam do ramo automotivo, e pretendem montar seu próprio negocio no ramo ou aperfeiçoar seu conhecimentos.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.